segunda-feira, 17 de março de 2008

Bebel Gilberto

Apetecia-lhe
uma manhã de algodão
um pássaro na ponta dos braços
um acordar lento
branco
de nuvem contra o céu

Apetecia-lhe
asas
vento
o Homem na Lua

Apetecia-lhe
Claude Monet
fotossíntese
nenúfares à flor da pele
um salto de anfíbio
o lago dos cisnes

E no entanto
a manhã era outra e o corpo limitado

Escolheu Bebel Gilberto
para o horizonte da alma

e foi

uma outra terra
uma outra manhã
um outro corpo

6 comentários:

JOE ANT disse...

E .... muitas outras palavras.
E outros sons;
E outros amores;
Enfim, coisas que gosto.

Magui disse...

Talvez Barcelona.
Talvez, aí, os nenúfares de Monet.
De certeza, o encanto da Arte Nova de Gaudi.

Mutti disse...

Como dizia António Gedeão "O sonho comanda a vida e o mundo pula e avança"
"Um salto de anfíbio" seria um considerável pulo para "os horizontes da alma, mesmo para "um corpo limitado" numa "outra manhã".
Os teus sonhos "comandam" as nossas vidas.

pessoana disse...

Sim, outros palavras, outros sons e Barcelona, a tal outra terra de mar.

Os meus sonhos não comandam nada, nem sequer me lembro deles de manhã!:-)

Mutti, serás tu o Miranda do Douro, sem Douro à mistura, mas cheio de Guincho(s)?

JOE ANT disse...

Há muito que ando para subir a uma "torre". Gosto da "Bebel", mas não quero subir a "Babel". Contento-me com a "Eiffel", no dia 31 de Março (pois ela faz anos que foi inaugurada >> 1889). Paris me espera (sem guinchos)calmamente.

Anónimo disse...

MMmmmmm belo som de embalar!

Nocas