domingo, 3 de setembro de 2017

4.a edição da Karateca!

Tau, granda golpe!
A 4.a edição da rapariga karateca já anda por aí aos pontapés. Depois não digam que eu não avisei. Yáááá!







segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Um caderno vermelho

Recebi por correio uma prenda primorosa e rúbea.
Trata-se de um caderno vermelho com uma capa em feltro, em homenagem à rapariga karateca.
O trabalho é da autora do blogue Feltro nas Mãos.



É caderno vermelho liso, com um marcador de tecido e 240 páginas lisas, ao estilo da rapariga karateca.



Fico emocionada e mui corada. Pareço um autêntico caderno vermelho!
Hoje revisitei o meu caderno novo e também o meu primeiro livro. Às páginas tantas:

"Quando cheguei a casa, folheei o caderno: 240 páginas em branco, 240 metros, 240 quilómetros. Uma capa grossa, resistente, um elástico vermelho à volta, um marcador de tecido, novinho em folha.
Depois fui para o Karaté e passei o tempo todo a lutar com o Raul e a pensar no que fazer com este caderno.
Gosto das páginas em branco. Do coelho branco.
Um caminho à espera.
240 páginas.
Qualquer coisa por ser."

A ficção e a realidade cruzam-se. É muito fixe quando isto acontece.

sábado, 19 de agosto de 2017

Nova edição do Supergigante!

Atenção: o Edgar já anda a correr outra vez pelas lojas de norte a sul do país!
Nova edição esbaforida!

GIF mimoso preparado pela sempre mimosa Yara Kono
a partir das ilustrações aceleradas do Bernardo Carvalho.
Dá logo vontade de correr (mais ou menos)!

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

O meu primeiro texto em estrangeiro English e dinamarquês!

Eh carapau!

Já tenho em mãos as coletâneas de contos Aarhus 39! São duas coletâneas em duas línguas: inglês e dinamarquês. Cheiram a papel e sabem a viagens.


Nunca tinha publicado um texto em estrangeiro English e dinamarquês! Like!

Um obrigada empolgado ao editor Daniel Hahn, que tornou este projeto possível, à ilustradora Helen Stephens, pelas ilustrações delicadas, e aos tradutores Alison Entrekin e Tine Lykke Prado, pelo inestimável trabalho de tradução.

O meu texto ("O Poço Azul") na coletânea inglesa "Odyssey" ("Odisseia").


O meu texto na coletânea dinamarquesa "Lige nu" ("Agora mesmo").


Já falei sobre o promissor Aarhus 39 aquiaqui e aqui, e receio bem que falarei muito mais vezes sobre este festival europeu de literatura infanto-juvenil.

Tudo sobre o Hay Festival Aarhus 39:
https://www.hayfestival.com/aarhus39/

domingo, 9 de julho de 2017

Belgavista, a minha praia

Cruzes canhoto! Este blogue fez 10 anos e eu nem dei por isso.
1 ano + 2 + 3 + 4.
Pequenos recortes dos dias que eu vou colando aqui.
Estávamos em 2007.
Era verão. Os parques estavam bonitos. Os patos andavam contentes. E eu criei este blogue.
De vez em quando chovia. Acho eu. Não me lembro.
No início escrevia todos os dias. Com exultação e fúria. Contos muito curtos, quase fábulas. Depois passou-me a urgência. Comecei a escrever menos. Uma vez por semana, uma vez por mês. Textos sobre o céu, sobre o chão. Sobre o choro e a sede. A neve, o nevoeiro, a chuva. Uma praia feia, uma floresta mística. Os meus longos passeios em Bruxelas. A minha narradora ambulante, sempre de mãos nos bolsos. Os livros que leio, as canções que ouço. A felicidade das coisas menores. Por exemplo, beber cerveja. Descascar batatas. Escrever à mão.
Este blogue não é um diário. Acho eu. Não sei bem. É um espaço sentimental onde moram criaturas frágeis, personagens impossíveis.
Tenho sido feliz aqui. No meu parapeito lírico. A magicar feitiços. A cochichar segredos.
Sempre à coca de um sentido para a passagem dos dias.
Belgavista, a minha praia. Cheia de vento e melancolia.
Uma década inteira de folias breves.

terça-feira, 13 de junho de 2017

Feria del Libro de Madrid

¡Estupendo! Passei o domingo à tarde na Feria del Libro de Madrid con mi hermana Joana Estrelahablando de literatura infanto-juvenil para miúdos e graúdos. 
¡Qué bueno!

Eu e a Joana Estrela no pavilhão infantil na Feira do Livro de Madrid, onde Portugal foi o país convidado.

Livros belíssimos no stand da Ler Devagar na Feira do Livro de Madrid.