quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Jornal de Letras - Viagem no tempo e no espaço


O meu nome é Annie Person, sou a companheira do Doctor Who numa geringonça não identificada que voa em todos os tempos e espaços. Eu sou uma pessoa do passado a visitar o futuro, mas às vezes também sou o contrário. Quando calha, sou uma pessoa do futuro a visitar o passado, depende. Neste momento estou a escrever no meu caderno do passado ao lado de um homem com cara de porco. Eu escrevo: As pessoas do passado são feias.
(Continua no "diário" [contracapa] do JL desta quinzena - 11.11.2013-26.11.2013)
 

10 comentários:

Anónimo disse...

Já percebi porque foi o continuo atraso da publicação do teu diário no JL: querias que a capa fosse do Gonçalo Tavares! Parabéns!

Bonamassa disse...

Crazy Diary Blues!

Miuxa disse...

Então vou já comprar.
Vou ali ao quiosque da esquina, onde tenho comprado outros 'acontecimentos da vida de uma escritora' :-)
(Ninguém vai dar pela minha falta uns minutinhos. Até já.)

Miuxa disse...

Pelo caminho recebi uma insinuação dum colega meu sobre trabalho que até nem me foi pedido, dei-lhe uma bronca, e segui para o quiosque.
Já de posse do JL fiquei a saber que temos uma escritora a querer armar-se em bicho-do-mato, ou em gata borralheira, características que acho que nunca lhe conheci.

Sara Bandarra disse...

Quero um para mim!!!!!!

Magui disse...

Andam por aí muitos "humanóides perdidos no espaço e no tempo" a quem apetece "abrir a cabeça ao meio".
Realmente,por vezes, a dúvida é saber se são "criminosos ou condenados a um apgrade injusto".
De vez em quando também me acontece " abrir uma porta contra a minha própria cabeça"!
Esperemos que o vento não acabe nunca e vá agitando as bandeiras em movimentos ora bruscos ora suaves, mas que se entrecruzem equilibrando as suas forças.

Fazes-nos pensar tanto!
Parabéns, muitos!

Mias disse...

Escrevi um poema inspirado no teu texto.
Gostei muito.
Parabéns1

Magui disse...

Quando deixo a porta bater na minha cabeça, prefiria ter batido com a cabeça na porta.

O teu texto continua a dar que pensar...

Sara Bandarra disse...

Porque não há 1 jornal de letras na minha terra? Esgotaram todos?

Isabel disse...

na capa, o GMT
na contracapa, a AKP
belo par, ham?
bj