segunda-feira, 20 de julho de 2009

Da noite e do espaço


Sonhava muitas vezes que voava até à última nuvem e mergulhava para fora da Terra. O voo era tão silencioso que deixava de ser e o corpo caía devagar.
No Espaço.
Trazia vestido um fato de astronauta e a respiração repetia-se na cabeça como as ondas da praia.
O Espaço era igual à noite.
Havia certas luzes que interrompiam a escuridão e, portanto, muitas sombras. Havia também sons desconhecidos, tão misteriosos e longínquos que era necessário conter a respiração para ouvi-los.
O corpo vestido de astronauta boiava no Espaço de planeta em planeta, assistia ao nascer de outros sóis. Nem sempre sabia regressar à Terra.
O ar expirado embaciava o visor, por isso também era preciso conter a respiração para contemplar.
Nos sonhos bons, a Terra resplandecia inteira num outro céu e os lobos uivavam para ela. O corpo regressava, então, a casa.
Nos sonhos maus, a Terra não estava à vista e o corpo perdia-se para sempre no Espaço.
Aquele astronauta tinha, como é natural, um certo fascínio pelo Espaço. Mas gostava mais da Terra. Muito mais da Terra.
Vista do Espaço.

4 comentários:

Paula Raposo disse...

É isso. Vista do espaço...beijos.

Sara disse...

Tu és uma óptima escritora. Sem dúvida.
Eu gosto muito de estar com os pés na terra, apesar da minha cabeça por vezes voar. Lá vai ela, eu solto-me um pouco, para logo depois aterrar os meus pés descalços.
Gosto de sentir a terra nos meus pés.(castanha, verde e azul)

buba disse...

fizeste-me lembrar a "missão a Marte" do Brian de Palma... o filme não é grande coisa, principalmente a parte final, mas as imagens no espaço, pelo menos o que recordo delas... são fantásticas! mas o teu texto é ainda melhor, claro! beijos

Miuxa disse...

Conheci, antes de pensar em ter filhos, um miúdo de um amigo meu, (com o nome que dei mais tarde ao meu filho), que sonhava ser astronauta.
Aquilo para mim era estranho, alguém tão miúdo querer ser astronauta, coisa tão complicada.
Talvez nos sonhos seja mais simples. E tão belo como aquelas fotos de astronautas com reflexos da Terra na viseira espelhada do capacete.