quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

O que é que o cu tem a ver com as calças?

"O nosso reino" deixou de estar recomendado para adolescentes porque inclui palavras como "puta", "racha", "foder", "pila" e "cu".

Ocorre-me perguntar: O que é que o cu tem a ver com as calças?

O Plano Nacional de Leitura, "que tem como objetivo central elevar os níveis de literacia dos portugueses", decidiu que não se deve estimular a capacidade de leitura e escrita dos adolescentes com palavrões.

Receio que o resultado desta decisão seja precisamente esse: estimular os adolescentes devassos rumo a esse grande deboche que é a leitura.

Receio também que o Plano Nacional de Leitura esteja perfeitamente ciente deste efeito perverso.
Ora, isto permite-me concluir que o Plano Nacional de Leitura é um grande depravado.

Eu, pelo menos, já estou para aqui bastante estimulada.


Durante as últimas 24 horas estava convencida de que não tinha o livro cá em casa, mas agora olhei ali para a estante e afinal tenho, caralho!

O meu pipi arde de entusiasmo.

Vai ser a puta da leitura.

7 comentários:

BUBA disse...

ESPECTACULAR!!!

Bonamassa disse...

MOANIN' ( Art Blakey & The Jazz Messengers )

Regina Barbosa disse...

Muito bom,Como ouvi na FLIC de um literato ao nivel de João. Ubaldo Ribeiro um dos nossos Grandes.O que atrapalha a progressao e o amor dos jovens a ler Sao os professores e os Falsos grandes Planos literarios.que vivem no século ç a eles.Que muitas putas histórias

Miuxa disse...

Tive ocasião de te falar de risco a propósito do teu último livro. E de coragem da crítica. E de plano nacional de planeamento familiar dos jovens. De mães solteiras. De hipocrisia.
Falo-te agora de responsabilidades pedagógicas. De novo da coragem mas agora a coragem dos responsáveis pedagógicos. De novo do risco. Do imponderável do efeito futuro das decisões do presente.
'Falo-te' ou 'peniso-te' ou 'caralho-te' ?

Miuxa disse...

Tive ocasião de te falar de risco a propósito do teu último livro. E de coragem da crítica. E de plano nacional de planeamento familiar dos jovens. De mães solteiras. De hipocrisia.
Falo-te agora de responsabilidades pedagógicas. De novo da coragem mas agora a coragem dos responsáveis pedagógicos. De novo do risco. Do imponderável do efeito futuro das decisões do presente.
'Falo-te' ou 'peniso-te' ou 'caralho-te' ?

Miuxa disse...

Desculpa os meus comentários duplicados, mas é aqui uma cena que eu faço mal ...
Bjnhs

ALF disse...

Com palavrões ou sem eles, também a mim a leitura me tem saído uma grandecíssima puta...no bom sentido do termo.